chat-icon
Fechar
Mensagem Direta!
1a60f7

A economia digital trocado por miúdos

A economia digital trocado por miúdos

Publicado há 6 dias | Atualizado há 4 dias

Estar online é conectar-nos aos outros seres, quer estejam por detrás de um telemóvel, tablet ou computador; na porta do lado, na mercearia ou num longe tão distante que só a tecnologia de comunicação nos aproxima. É este o tempo em que vivemos. A Internet é um espaço amplo de vários lugares onde nos podemos movimentar conforme o nosso interesse ou atividade empresarial e lúdica.

 

Ter consciência disto é útil se quisermos criar soluções convenientes de compra na economia digital. Se, na Internet, usarmos apenas a nossa rede social preferida, estamos na verdade confinados a um sistema mais ou menos fechado. É bom, mas é como se vivêssemos numa grande cidade palpitante de experiências e não saíssemos do nosso condomínio confortável em que está tudo decidido. Existem outras áreas deste universo digital, como o e-mail, o alojamento na nuvem (cloud), a vídeo-conferência, os conteúdos em áudio, os e-books que devemos usar também para partilhar com os outros o nosso saber, a nossa arte, causa ou desígnio, produto ou serviço. Isto melhora, de imediato, a nossa participação na economia digital.

 

As pessoas estão, em geral, espalhadas por vários lugares. Se nos restringirmos a um espaço de interação e comunicação, como uma rede social, dá visibilidade ao nosso negócio ou atividade de interesse mas de maneira dispersa e volátil. A melhor forma de corrigir isso é tomarmos o controlo dessa dispersão; é criarmos na Internet um ponto comum de convergência. Ter um site com a nossa marca é a melhor forma de criar esse ponto comum de convergência sem dispersão. Desta forma, quem nos procura sabe onde está, o que somos e o que poderá querer de nós. Simples! Hoje a atenção é cada vez mais uma moeda de troca.

 

Existem palavras novas que povoam as conversas desta época digital, tal como “influencers”, “seguidores”, “likes”, que traduzem a competição que existe pela atenção do outro para o que nos fazemos ou dizemos. Contudo, fidelizar essa atenção só é possível se mostrarmos coerência na nossa atividade, sistematizada numa marca na Internet definida, sobretudo num website. É esse o foco que serve de rampa de lançamento para a economia digital. Num website podemos ter exatamente o que pretendemos oferecer sem dispersão.

 

É isso, internete-se!

Texto: Óscar Alves

Publicação de
Comentários


Ainda não existem comentários. Seja o primeiro a fazer um comentário.





2010 - 2020 ® Gerueb - Web Apps Solutions
Termos e Condições | Privacidade